sábado, 17 de agosto de 2013

PERRENGUE NO VALLE NEVADO


Mês passado estivemos em Santiago, para o casamento da filha de um casal de amigos chilenos. Como o casamento era no sábado, decidimos viajar na quinta-feira de madrugada e retornar na segunda-feira seguinte, para aproveitar um pouco essa cidade que tanto gostamos.

Da primeira vez que estivemos no Chile era verão e não conhecemos o Valle Nevado. Dessa vez, com um frio de rachar, resolvemos subir a montanha.

O pai da noiva, nosso amigo, nos emprestou o carro dele durante toda a nossa estada. Assim, equipados com GPS, subimos a montanha na sexta-feira, véspera do casamento.

Na subida, o santo ajudou. O GPS nos levou direitinho, sem qualquer problema. Em determinado ponto um guarda nos parou e indagou se estávamos levando correntes para os pneus, pois como estava nevando seu uso era obrigatório. Claro que não tínhamos correntes e ele nos orientou a voltar uns 2km e alugar.

Demos a volta e seguimos até onde havia umas lojinhas que alugavam as tais correntes. O rapaz mediu nossos pneus e colocou as correntes em um saco, explicando que na estrada haveria outras pessoas para prendê-las aos pneus.

Seguimos viagem, passando pelo mesmo guarda e mostrando, orgulhosos, nossas recém adquiridas correntes. Depois de algumas curvas e vários abismos, lá estavam os rapazes que iriam colocar as correntes, mediante, claro, uma pequena contra prestação em pesos.

Correntes colocadas, continuamos a travessia e chegamos ao destino. Nevou muito, mais do que o de costume. Tomás rolou na neve, fez boneco, andou de teleférico e tomou chocolate quente. Deixamos para esquiar em outra oportunidade, pois como era um bate e volta o tempo era muito curto para aulas de esqui.

Por questões de segurança, resolvemos voltar para Santiago antes de escurecer. Ao chegar ao estacionamento, nosso carro estava coberto de neve. Ligamos o aquecedor do carro e tiramos, com as mãos mesmo, a neve dos vidros.  Era só o prenúncio do perrengue que estava por vir...

Começamos a fazer o caminho de volta. A cada vez que freávamos a neve que estava no capô do carro ia para o vidro. Eu descia do carro e limpava tudo. Até aí tudo bem. Mas quando havíamos andado cerca de dois quilômetros o carro começou a patinar. Os freios e o freio de mão não respondiam. As vans de turismo que estavam na estrada estavam patinando também. Meu marido começou a se desesperar repetindo que não estava conseguindo dirigir. Tomás começou a chorar com medo. Eu, a quem sempre cabe o papel de Mulher Maravilha, pedia calma, e tentava perguntar aos outros motoristas se aquilo era normal...

O medo de cair de um abismo falou mais alto e decidimos voltar. Acharíamos um hotel para passar a noite e voltar na manhã do dia seguinte. Era altíssima estação, será que haveria disponibilidade? 

Entrei em um hotel chamado Tres Puntas. Havia tanta gente no lobby que demorei a chegar no balcão da recepção. Ao indagar se havia disponibilidade para aquela noite, o recepcionista me pediu para aguardar, pois teria que atender a todas aquelas outras pessoas. Como nossa situação não nos permitia esperar muito, seguimos para um outro hotel, chamado Valle Nevado.

Lá chegando, a recepcionista, bastante gentil, nos informou que sim, havia disponibilidade para aquela noite.  Respiramos aliviados. Mas nosso alívio durou pouco, quase nada. A diária do hotel custava US$ 700,00 por pessoa. Mas não havia problema, o Tomás não pagaria o valor integral. O custo seria de “apenas” US$ 1.800,00. Nos entreolhamos e, claro, começamos a pensar em outras possibilidades.

Voltar de helicóptero? - Não, os helicópteros não estão pousando em razão da nevasca que está caindo lá fora.

Pensamos na possibilidade de voltar de van, deixando o carro para trás. Mas deixar o carro do pai da noiva, na véspera do casamento, não seria uma boa ideia. Ou seria? Mas como perguntar ao dono do carro, se não havíamos habilitado o celular e estávamos dependendo de wi-fi para mandar mensagens por whatsapp?

No meio do impasse, eis que surge o mensageiro do hotel, deixando algumas malas no chão e se oferecendo para ajudar. –Sim, precisamos de ajuda. Você nos empresta seu celular?

Ligamos para o pai da noiva, que nos tranquilizou, dizendo que poderíamos abandonar o carro dele lá e voltar como achássemos melhor, nossa segurança estava em primeiro lugar!

O mensageiro, ouvindo a conversa, sugeriu que contratássemos um motorista para levar nosso carro, indicando um amigo recepcionista que estava saindo de folga para Santiago. Aceitamos, depois de perguntar insistentemente se esse amigo tinha experiência em dirigir na neve.

Meia hora depois chega o nosso motorista. Ele riu da nossa preocupação, afirmando que havia morado três anos em Chicago e que aquela neve não representava nada. Sendo assim, pagamos os US$ 200,00 que ele nos cobrou e zarpamos.

Descemos a montanha tranquilamente e aprendemos que na neve não se deve frear ou puxar o freio de mão. Chegamos sãos e salvos em Santiago e com um perrengue pra contar!

 

Vejam os posts dos outros blogs que estão participando desta blogagem coletiva:


1. Claudia Pegoraro, Felipe, o pequeno viajante:

2. Karen Schubert Reimer, As Aventuras da Ellerim Viajante:

3. Cinthia Rangel, Boa Viagem: http://boa-viagem7.webnode.com//

4. Adriana Pasello, Diário de Viagem:

5. Francine Agnoletto, Viagens que Sonhamos:

6. Eder Rezende, Quatro Cantos do Mundo:
http://quatrocantosdomundo.wordpress.com/2012/03/04/a-nem-tao-perigosa-nairobbery-nairobi-quenia/

7. Erica Kovacs, Viagem com Gêmeos

8. Debora Godoy Segnini, Gosto e Pronto: http://www.gostoepronto.com/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem/

9. Ludmyla De Sena Broniszewski, Two Many Sides of Me:
 
10. Renata Schiffer, A Renata teve infância e sabe ser feliz!: http://www.renataschiffer.com.br/?p=541
 
11. Andréia Mannarino, Mistura nada básica :
http://misturanadabasica.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-que.html

12. Andréa Barros, Do RS para o Mundo: http://dorsparaomundo.blogspot.com/2013/08/segunda-blogagem-coletiva-os-perrengues.html

13. Andrea Martins, do Malas e Panelas: http://malasepanelas.com/viagens-em-familia-saudades-do-carrinho/
 
14.Aryele Herrera, Casa da Atzin :
http://casadaatzin.wordpress.com/2012/10/19/o-dia-em-que-eu-apaguei-em-toquio/
 
15. Flávia Maciel, Bebê pelo Mundo:
http://bebepelomundo.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-viagens-em-familia.html 

16. Renato Martins, do Renato Blogging (nada a ver o nome, é um blog antigo que posto raramente):http://renatoblogging.blogspot.com.br/2013/08/o-maior-perrengue-que-passamos-viajando.html 
 
17. Sut-Mie Guibert, Viajando com Pimpolhos: http://viajandocompimpolhos.com/2013/08/12/blogagem-coletiva-nossos-perrengues-de-viagem-em-familia/

18. Andreza Trivillin, Andreza Dica e Indica Disney:
http://www.andrezadicaeindicadisney.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem.html

19. Debora Galizia, Viajando em Família: http://viajandoemfamilia.com.br/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem/

20. Thiago Cesar Busarello, Vida de Turista: 
http://www.vidadeturista.com/artigos/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem/

21. Ana Cinthia Cassab Heilborn, Travel Book: http://www.travelbook.blog.br/2013/08/nossos-perrengues-de-viagem-em-familia.html

22. Ingrid Patrícia Cruz, Viagens em Família:
http://grupoviagensemfamilia.wordpress.com/2013/08/13/blogagem-coletiva-todo-mundo-tem-um-perrengue-pra-contar/

23. Michely Lares, Viagens da Família Lares:
http://viagensdafamilialares.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues.html?m=1

24. Karla Alves Leal, Cariocando por aí:
http://www.cariocandoporai.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem.html

25.Marcia Tanikawa, Os Caminhantes Ogrotur: http://oscaminhantes.com/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem.html

26. Mônica Paranhos, Viagens em Família:
http://grupoviagensemfamilia.wordpress.com/2013/08/15/blogagem-coletiva-nossos-perrengues-de-viagem-em-familia/
 
27. Patricia Papp, Coisas de Mãe:
http://coisasdemae.wordpress.com/2013/08/15/blogagem-coletiva-o-dia-que-a-luiza-parou-o-metro-de-londres/

28. Cynara Vianna, Cantinho de Ná:
http://cantinhodena.com.br/2013/08/15/perrengues-e-viagens-quem-nunca-passou-por-um/

29. Cristiane Martins, Dias Viajando por aí: http://diasviajandoporai.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-em-viagens.html

30. Guilherme Canever, Saiporaí: http://saiporai.com/tambemsai/
 

32. Vera Leitão, Mundo anfitrião: http://www.mundoanfitriao.blogspot.com.br/2013/08/perrengue-no-valle-nevado.html
 
33. Miriam Vargas Nunes Neto, Clube de Viagens Mom http://clubedeviagensmoms.com.br/em-uma-viagem-nem-tudo-sao-flores-post-sobre-meus-maiores-perrengues/
 
34. Flávia Peixoto Viajar é tudo de bom
http://www.viajaretudodebom.com.br/2012/07/20/meus-perrengues-de-viagens 

35. Daniella Sousa Reis, André e Dani + Pedro:
http://www.sousareis.com/post/58746794731/perrengues-em-viagem-quem-nao-tem
 
36. Ligia Cantarelli, Sem vígula antes de etc.: http://www.semvirgulaantesdeetc.com.br/206/
 
37. Luciana Bordallo Misura, Colagem http://luciana.misura.org/2013/08/22/os-perrengues-de-viagem-da-nossa-familia-blogagem-coletiva/

38. Kelly Resende, Bebê Piccolo http://bebepiccolo.blogspot.com.br/2013/08/blogagem-coletiva-perrengues-de-viagem.html

39. Susana Spotti, Viagem Simplesmente
http://viagemsimplesmente.blogspot.com.br/search/label/Perrengues%20nas%20viagens.

 
41. Alexandra Aranovich,  Café Viagem

42. Luísa Pinto, Diário da Pikitim
http://www.pikitim.com/blog/sustos-em-viagem/
 

 
 

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...